Jerome Vonk

Amar é fácil, difícil é odiar com civilidade

abr
14

Amamos a poucos, e ainda por cima amamos mal, de forma egoísta e parcial.
Mas amar é fácil, não requer esforço.

Por outro lado, odiamos aos montes, à direita e à esquerda, pelos mais sagrados ou fúteis motivos.
E saber odiar é um longo aprendizado.

Para mim, por exemplo, o que mais desperta minha ira é a sala de embarque de aeroporto, em voo internacional.
Aquela gente falando alto, carregando malas de mão que mais parecem butim de guerra, comendo de boca aberta, fedendo à perfume… fazem meu sangue ferver.

Adoraria ter um raio mortal, do tipo phaser, usado pelo comandante Kirk, e aniquilar este alienígenas.
Mas isto seria prova de muito amor… amor à violência e intolerância.

Como bom cidadão cristão, mantenho meu ódio vivo e aquecido dentro de mim, civilmente domesticado, com Cristo no coração.

P.S. Redigi este texto em uma pequena viagem internacional. Ao chegar em São Paulo, esperamos todos meia-hora para que as malas começassem a aparecer na esteira.
Um destes seres do Mal falava alto ao celular, prestando contas meticulosas de sua viagem, hora a hora, dia a dia.

E finalizou a peroração pública dizendo:

– A vida é uma só, e quero vivê-la plenamente. E você já sabe, quando for minha hora, quero que minhas cinzas sejam jogadas ao pé do chorão, que fica ao lado do Pont Saint-Louis, em Paris.

Não fosse minha bagagem ter aparecido exatamente neste momento, com muito prazer teria pulverizado esta mala sem alça, para satisfazer o seu último desejo e como medida de cortesia aos outros passageiros.

cristo

Sem categoria Comentários desativados em Amar é fácil, difícil é odiar com civilidade

Comments

Comments are closed.